DAIANA SANTOS FALA SOBRE RACISMO DENTRO DA COMUNIDADE LGBTQIA+

Na última semana conversamos com Daiana Santos que falou sobre Racismo e Homofobia. E engana-se quem acredita que a escravidão acabou no dia 13 de maio de 1888 no Brasil. Sem dúvida, as declarações de abolição foram marcos políticos e sociais importantes, mas graças à recusa de senhores de escravos de aceitarem as leis, a exploração da mão de obra negra, de forma legal ou ilegal, continuou a existir sem o pagamento de salários e sob condições semelhantes à escravidão.

O mesmo pode se dizer sobre o 17 de maio. A data que na última semana se celebrou o Dia Internacional contra Homofobia foi escolhida especificamente para comemorar a decisão da Organização Mundial da Saúde em 1990 de desclassificar a homossexualidade como um distúrbio mental da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID), uma das primeiras grandes conquistas da comunidade e do ativismo LGBT+. O Dia representa um marco mundial anual importante para chamar a atenção das pessoas tomadoras de decisão, da mídia, do público, das empresas, de líderes de opinião, das autoridades locais e outras pessoas para a situação enfrentada por pessoas LGBTS.

Por isso, recentemente recebemos Daiana Santos para falar sobre Racismo e Homofobia, mas lembrando que apesar da importância das duas datas, ainda estamos longe de garantir nossos direitos igualmente.

Siga o Alguém Avisa no seu Canal no YouTube e confira conteúdos especiais.