DICA DE FILME: ‘120 BATIMENTOS POR MINUTO’

Recentemente, o site francês KOMITID fez uma lista com alguns dos filmes mais marcantes da última década. O Alguém Avisa foi atrás de mais informações sobre o filme 120 Batimentos por minuto e recomenda para quem está procurando aquele filme bom para assistir.

Robin Campillo, em seu terceiro trabalho como diretor, traz dois novos pontos de vista extremamente interessantes e pouco explorados pelo cinema com o longa 120 Batimentos por Minuto. O primeiro é a descentralização da discussão sobre o movimento LGBT da cena norte-americana, dando visibilidade ao panorama político de outros países. O segundo é a introdução de uma discussão aprofundada sobre as relações entre a indústria farmacêutica e a comunidade de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais após o surto de AIDS nos anos 1980. O que fez, porém, o filme levar o Prêmio da Crítica em Cannes e liderar as indicações ao Cesar Awards foi a delicadeza ao balancear sensações como medo e coragem entre pessoas que estão travando uma luta pela própria sobrevivência. O filme de 2018 se passa na França dos anos 1990, e conta parte da história do grupo ativista Act Up que intensifica seus esforços para que a sociedade reconheça a importância da prevenção e do tratamento da aids.

Confira o trailer:

Siga o Alguém Avisa no seu Canal no YouTube e confira conteúdos especiais.