A INSPIRADORA HISTÓRIA DE LEANDRINHA DUART

Leandrinha DuArt tem 21 anos é transexual, se divide entre Minas Gerais e São Paulo. É Fashionista, Photographer, Makeup Artist, Fashion Icon and Style, Youtuber, Vlogger e Blogueira. Em novo vídeo lançado recentemente ela conta um pouco da sua história. Esta é mais uma daquelas páginas que você deveria seguir. A blogueira divide a sua trajetória de forma bastante humana, mostrando o real sentido da palavra orgulho.

Separamos também um dos textos escritos por Leandrinha onde ela fala sobre a sua experiência e sobre o tempo.

O Tempo de Alice
Em mundo tão duro quem dera ter um buraco em uma arvore para um mundo paralelo, feliz era Alice em seu país das maravilhas, onde mesmo que seus problemas fossem fruto da sua própria imaginação eles eram maravilhas.
Ela não tinha que se preocupar com o tempo, pois em seu mundo de nada valia a preocupação, ele já não existia.

Será que vale a pena se torturar para acompanhá-lo?
O que seria o mais adequado a se fazer?

Por muito tempo tive a preocupação de não conseguir acompanhar o seu ritmo, suas mudanças, seus significados e suas fases.
Percebi que tudo foi passando e de alguma forma se ajeitando, aprendi que o tempo é moldável, tudo dependia única e exclusivamente de mim mesma para que o fluxo seguisse.
Tudo esta em constante mudança, porem cabia a min guiar essas mudanças, redirecioná-las pode ter um grande efeito neste tempo cronológico, pequenas frases podem ter um peso enorme no destino dele.

Diversas vezes tive provas radicais de que isso é verídico, aliviei anos de angustia com
-“Mãe, eu sou gay”.
Impedi uma vida condenada a amar a pessoa errada com
-“Eu sei o que você sente por min; o que eu sinto por você é eterno e só vai parar de existir quando eu parar de respirar; porem nossas vidas tomou rumos diferentes, não da mais, desculpa!”.
Enterrei um ego de anos com
-“Me ensina de novo significado de molhar na chuva”.
Mudei o destino da minha vida com
-“Ele me quis assim, então eu sou linda”.

Muitas afirmações e decisões mudaram datas, períodos e significados; moldar o meu tempo atual, futuro e corrigir o passado ou os as marcas deles nitidamente impressas em meu presente estava em minhas mãos.
Eu poderia sim ter assumido a fragilidade daquele menino que ficou a infância toda internado, eu tinha esse direito e essa sina teria de ser cumprida.

Eu ainda lembro-me do cheiro do desinfetante do centro cirúrgico, lembro do barulho dos respiradores e eletros, lembro do teto daquele corredor caminho a sala de cirurgia por onde passei muitas vezes.
Também me lembro da ilustração da parede do bloco infantil.

Ali, logo ali, eu já não podia moldar esse meu tempo, pois ali o tempo significava sobrevivência.
Devido ter sido forçada pela vida a enfrentar grandes obstáculos me tornei uma pessoa capaz de impor sobre meu tempo, uma pessoa que capaz de enxergar alem, capaz de ser fria o suficiente para amar e não deixar com que isso fosse recíproco. Pois tinha a consciência de que o melhor momento ainda virá e será bem aproveitado.

Hoje tempo sem duvida é muito bem arquitetado e explorado.
Eu tenho dele hoje meu aliado e não algo opressor como algo que me condene, tudo da melhor forma pode acontecer se você fazer por onde aconteça por hora ele ate possa te desestruturar e te derrubar, porem essa é à hora do susto, e a chance que a vida te da pra você tentar melhorar, corrigir, reparar, se desculpar.
Ai vai de você, se matar em tentar viver o tempo de Alice ou fazer dele seu álibi.

Veja mais no site do Alguém Avisa e siga também as atualizações nos perfis oficiais no Twitter, no Facebook e no Instagram.